Consultoria com novo conceito chega ao mercado

Conheça a novidade do mercado: o semioturimo – consultoria em semiótica do turismo

A semiótica, em poucas palavras, é o estudo das representações.  Ou seja, os signos sob todas as manifestações (linguísticas ou não) que assumem, validando a relação entre significante e significado. É a análise de todos os fenômenos culturais por meio de sistema de signos.

Mas o que o estudo complexo da semiótica teria a ver com turismo? De forma brilhante, a consultora Cynthia Mello, com pós-doutorados em Semiótica do Turismo pela EACH-USP e Marketing Turístico pela UFPR, uniu três conceitos, que até então pareciam improváveis, em um negócio inovador: consultoria em semiótica do turismo, o “semioturismo”.

O trabalho de Cynthia, portanto, consiste em apresentar às agências e companhias, que trabalham com viagem, a forma mais efetiva de atingir seu público por meio de todas as linguagens disponíveis: anúncios, propagandas, fotos, cards e até a comunicação dos funcionários com o público consumidor.

Um exemplo de como melhorar a comunicação é dar a atenção devida às cores usadas nos anúncios e a revisão da angulação usada nas imagens. Ainda que óbvio, o uso de cores quentes deve ser destinado aos lugares com clima mais tropical, assim como o contrário também é valido. Outro fator a ser observado é a intensidade da saturação das imagens ou a “limpeza” da paisagem.

Cynthia resolveu unir sua vasta pesquisa nas áreas do turismo e comunicação e aplicá-la em um negócio. “A ideia, quando eu fazia doutorado, era aplicar o conhecimento da semiótica, porque ela sempre foi usada como metodologia”, conta.

E esse conceito surgiu com a observação de atitudes comuns em agências de turismo, como a escolha das cores para cards de promoções e anúncios, o ângulo escolhido para retratar paisagens e, destas observações e de sua experiência acadêmica – principalmente depois de seu segundo pós-doutorado, surgiu uma questão pessoal: por que não aplicar mais a semiótica no turismo?

Inicialmente, a consultora, por meio de seu doutorado, propunha a busca da “viagem perfeita” e como ela pode ser mais bem sugerida pelas agências na apresentação ao cliente. “Na minha tese de doutorado, eu já propunha essa ideia de que o passageiro procura a viagem perfeita. E o mercado busca construir esse conceito, que é constituído por diversas coisas, diversas imagens”, destaca.

A vontade de seguir trabalhando com turismo e comunicação veio de uma história antiga: há alguns anos, a empreendedora gerenciava um hotel ao lado do marido, bem na época em que parou de cursar jornalismo. Quando decidiu dar continuidade aos estudos, Cynthia ingressou em um curso de hotelaria.

A viagem perfeita é, sem exceção, o que todos os clientes que procuram uma agência de turismo querem encontrar. No entanto, engana-se quem pensa que a viagem dos sonhos limita-se apenas à busca do destino desejado.  “Começamos pelo fato de que o turismo não vive sem imagem, é tudo muito imaginário. Como vender um destino se você não tiver uma fotografia? Porém, por outro lado, alguém já te falou desse destino. Existe a questão da imagem e do imaginário construído em cima dessa imagem. Então não tem como falar de turismo se você não tiver ferramentas que darão uma ressignificação desses destinos”, explica.

Atendendo empresas do segmento de turismo, Cynthia tem como cartão de visitas seu site, no qual apresenta um pouco de suas expertises e algumas fotos. Confira no link abaixo:

https://cynthiahotelaria.wixsite.com/semioturismo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s