Divulgação FIAP

Divulgação FIAP

O Sudeste do Brasil vive uma crise hídrica grave, especialmente em São Paulo. A estudante Mariana Vasconcelos, de 23 anos, conseguiu ver na crise uma oportunidade. Seu projeto promete reduzir o gasto de água na agricultura em até 60%, atividade que representa mais de 70% do consumo hídrico no Brasil. A ideia ganhou o concurso de inovação da faculdade FIAP e levará a estudante até o Vale do Silício para estudar na Singularity University, sediada em um centro de investigação da Nasa.

Sua ideia propõe instalar sensores nas plantações que permitam o envio de dados por meio de um aplicativo de celular para que o agricultor saiba o momento certo de regar e a quantidade correta de água, evitando o desperdício. A ferramenta leva em conta também a umidade do ambiente, possibilidade de pragas, e o gasto de energia.

Em entrevista ao El País, ela conta que seu objetivo, a longo prazo, é comercializar sua ideia tanto no setor público quanto no privado. A jovem comanda a startup chamada AgroSmart junto de outros três colegas e espera instalar seu projeto em 35 fazendas até dezembro.

Fonte: El País