Novas tecnologias como drones podem capturar eventos de outra forma na ausência da presença física do jornalista

Graças a inovações no mundo tecnológico, situações perigosas que antes não seriam acessíveis para jornalistas agora podem ser acompanhadas como se alguém estivesse presente. Com a utilização de drones, que filmam acontecimentos de cima, essas transmissões são vistas de uma perspectiva completamente nova. Com isso, muitos jornalistas estão começando a usar este equipamento e técnicas com vídeos panorâmicos para capturar notícias de uma forma mais eficiente.

Imagem: Drone Central.

Imagem: Drone Central.

Essas técnicas permitem que jornalistas produzam imagens que trazem fatos que estavam afastados para perto da situação, como se eles também estivessem lá. As imagens ampliam a realidade dos acontecimentos e os tornam impossíveis de ignorar. Um exemplo notável em que essa tecnologia foi usada a esse efeito foi com a crise dos refugiados. Na Síria um drone foi lançado por cima das ruas destruídas da cidade de Homs, que permitiu o público a ver a catástrofe na sua real escala.

A facilidade do uso dos drones é incomparável: eles são baratos, praticamente invisíveis e bem mais fáceis de usar do que helicópteros. Além disso, as câmeras voadoras expandiram as possibilidades dos fotógrafos, jornalistas e paparazzi. Agora, assim como o governo e os serviços de inteligência, o público tem “olhos no céu”.

Fonte: Sputnik News