Após aprovação, BlackBerry pode vender aparelhos de criptografia para governo dos EUA

A BlackBerry pode se tornar parceira do governo dos Estados Unidos. Nesta quinta-feira, 21, a empresa informou que poderá vender ferramentas para criptografar ligações telefônicas e mensagens de texto, com autorização da

 

Agência de Segurança Nacional (NSA).

A empresa recebeu aval do setor da NSA responsável pelos padrões de segurança de produtos comerciais de tecnologia, e vai de encontro com o momento vivido no governo americano e o receio de que as comunicações governamentais estejam sendo ouvidas por espiões, com maior frequência.

Vale lembrar que a NSA já havia contemplado rivais, como a como a norte-americana Apple e a sul-coreana Samsung.

Segundo a BlackBerry, seus produtos de criptografia de voz e mensagens de texto são usados por agências estatais em 20 países na Europa, América Latina, sudeste asiático e África. A Alemanha é o maior cliente governamental.

Volvo inova e define que todos os seus carros serão elétricos ou híbridos até 2019

O investimento nos carros movidos a combustíveis fósseis têm sido cada vez menor, e a Volvo, com apoio da Tesla, empresa automotiva e de armazenamento de energia, definiu neste mês que, a partir de 2019, todos os seus novos modelos serão elétricos ou híbridos.
A empresa sueca, que já tem apostado na eletrificação de seus veículos de passeio, anunciou que entre 2019 e 2021 serão lançados três novos modelos 100% elétricos, enquanto haverá duas opções de híbridos: os equipados com motores a gasolina e diesel, em conjunto com uma bateria de 48 volts, ou os híbridos convencionais.
O CEO da Volvo Car Group, Hakan Samuelson declarou que o anúncio marca o fim do carro movido por um motor somente á combustão, e que reforça o planejamento da empresa de até 2025 alcançar o número de um milhão de veículos elétricos vendidos.
Corroborando com a tese e o objetivo da montadora, a companhia espera que seus estoques de carros movidos a combustíveis fósseis tenham sido completamente eliminados no período entre 2023 e 2025.

 

Tecnologia simula perfeitamente movimento labial e cria vídeos falsos

Método desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Washington

 

Poucos meses após sermos surpreendidos com um gerador de discurso e frases, novamente a inteligência artificial mostra que não tem limites para evoluir. Pesquisadores da Universidade de Washington desenvolveram um sistema capaz de combinar áudios com movimentos da boca e criar vídeos de falas que não foram registrados.
A partir do vídeo e áudio, um algoritmo altera todos os movimentos labiais de forma quase perfeita para sincronizar o conteúdo. Se usado para o mal, este sistema pode ser um novo gerador de notícias falsas, como pode ser visto no vídeo abaixo:
https://www.youtube.com/watch?v=MVBe6_o4cMI

Para fazer o vídeo do ex presidente americano, Barack Obama, foi necessário 17 horas de gravação, compreender os padrões de fala e conseguir sintetizar todos os movimentos labiais. Entretanto, pesquisadores estão otimistas no aperfeiçoamento desta tecnologia, e que em breve o sistema conseguirá reduzir ainda mais o número de horas, mantendo a qualidade do resultado.
Os pesquisadores acreditam que no futuro a tecnologia seja usada para uso doméstico, como por exemplo, um usuário que grava a si mesmo em um aplicativo de mensagens, ficando livre para fazer uma filmagem em tempo real, enquanto transmite apenas o áudio novo. Resolvendo assim, os problemas com perda de sinal ou conexões limitadas.
Sobre a criação de conteúdo falso, os responsáveis pelo projeto reforçam que jamais utilizariam a ferramenta para tal finalidade, mas que a possibilidade existindo, é necessário contar com o bom senso dos consumidores e da mídia.

Carros compartilhados chegam a São Paulo

Desde domingo, automóveis estão à disposição com sistema semelhante ao de aluguel de bicicletas

Sucesso na Europa, o serviço de carros compartilhados começou a funcionar em São Paulo no último domingo (9), com um total de 60 automóveis, sendo 15 elétricos. Intitulado Urbano LDSharing, o projeto é semelhante ao programa Vamo, que já funciona em Fortaleza desde o final de 2016.
Assim como o aluguel de bicicletas, o usuário se cadastra, encontra o carro, e deixa no ponto especificado, sempre através do aplicativo. Para se cadastrar e utilizar o serviço, é necessário possuir CNH (carteira de habilitação) e cartão de crédito. Deve-se ressaltar que a empresa responsável, LDS Group, faz um cruzamento de informações com dados do Detran e das bandeiras de cartão. Se o interessado estiver habilitado e tiver a permissão de utilizar o cartão, recebe um e-mail ou SMS, com a autorização, e já começa a utilizar o serviço, explica o CEO da empresa, Leonardo Domingos.
É importante que o usuário se atente ao uso, já que o projeto é ideal para trajetos curtos, pois quanto maior o tempo com o carro, maior será a tarifa. Inicialmente, 20 minutos com o carro custa de R$29,00, o equivalente a R$ 1,20 por minuto. Existem opções para mensalistas, que pagam R$ 89 por mês e podem utilizar o carro 74 minutos.

Mercedes lança ônibus que freia automaticamente para evitar atropelamentos

O sistema faz o uso de radares que funcionam em volta do automóvel

A Mercedes Benz inovou e pretender colocar em circulação, a partir do primeiro semestre de 2018, ônibus equipados com freios de alta tecnologia, chamados Assistência de Frenagem Ativa 4 (ABA 4). Ou seja, o sistema de frenagem ocorre de forma automática.
Os coletivos contam com sistema de radar, espalhados ao redor do veículo e que detectam o pedestre com até 80 metros de distância. O sistema de localização à distância funciona em duas etapas: na primeira, alerta os motoristas com indicadores visuais e sonoros, para que o condutor consiga desviar ou buzinar se caso seja possível, seguido da ação autônoma.
Com isso, a Mercedes se torna uma das primeiras empresas automobilísticas a utilizar a função, que contribui com a segurança de pedestres, passageiros e ciclistas, evitando imprevistos desagradáveis. Porém, o sistema ainda não tem previsão de chegada no Brasil.

 

 

Novo sistema de frete vira tendência em grandes redes de varejo

O serviço consiste em retirar compras online em loja física

As compras online têm sido uma solução para aqueles que possuem uma rotina conturbada e com pouco tempo disponível, já que permite aos clientes a consulta de preços em diversas lojas sem precisar sair de casa. E o mercado nesse segmento cresce, com a tendência se instalando em grandes redes de varejo que possuem e-commerce e lojs físicas. Tudo em prol da praticidade, inclusive na hora da retirada dos produtos.
O serviço é grátis e beneficia tanto os consumidores quanto os lojistas, pois gera uma grande economia em relação ao sistema de frete convencional. Ter esse serviço em sua rede de varejo aumenta a produtividade do atendimento, fazendo integração entre o online e o físico.
Esse conceito -comum no exterior e conhecido como Click and Collect – agora vem com tudo para o Brasil traduzido como ‘clique e retire’ ou ‘clique e colete’. Proporcionando uma nova experiência para seus compradores, o mecanismo da a opção de escolher a loja mais próxima para a retirada, trazendo total conforto para clientes que não têm ninguém para receber a mercadoria ou não querem gastar a mais com o frete.
A loja de materiais para construção Leroy Merlin adotou o serviço de Clique e Retire no Brasil. A rede de varejo acredita na praticidade que esse serviço oferece e na satisfação dos clientes que se sentem à vontade para escolher em qual loja será feita a retirada.