Autor: InteligenciaInovacao

Especialista em espólio digital diz que mortos têm direito à privacidade

Em entrevista exclusiva, a psicóloga britânica Elaine Kasket, autora do livro All The Ghosts in The Machine, fala sobre a privacidade das redes sociais de pessoas que já morreram. 1 – Quando alguém morre, qual é o destino mais comum dos vestígios que a pessoa deixa na internet? Kasket: Quando uma pessoa morre, não há um processo automático que reúna todos os seus dados e contas, então eles ficam espalhados por toda a parte. Alguns desses dados, que são muito diversos, estão protegidos por senhas, outros não. Algumas pessoas chamam esses traços de “pegadas digitais”, mas as informações estão se tornando tão complexas, abrangentes e coincidentes com quem somos que prefiro chama-los de “identidade digital”. Eles seriam como um espólio digital. 2 – E para quem vai esse espólio? Kasket: A propriedade e o controle disso tudo não claros. A lei, na maioria dos casos, não prevê o que deve ser feito com essas informações. Os legisladores com frequência são...

Leia Mais

Nova geração da telefonia ameaça previsão do tempo

O 5G, que começou a ser implantado nos Estados Unidos e na Coreia do Sul, mas no Brasil não deve chegar antes de 2022, promete um mundo novo: melhores conexões, com transferência de dados 10 vezes mais rápidas que as atuais, e resposta em questão de milissegundos entre a ordem e sua execução. Não é uma melhora só para os usos pessoais: a robotização, as cidades inteligentes, a internet das coisas, a condução autônoma de veículos e as cirurgias remotas dependem da sua implantação. As aplicações são enormes. Mas, como em todos os avanços, sempre há vítimas colaterais. Uma pesquisa publicada pela Nature alerta para a influência dessa tecnologia sobre os satélites que monitoram o clima. Além disso, o consumo elétrico e as decorrentes emissões poluentes crescerão. O tempo Os satélites que monitoram a concentração de vapor de água na atmosfera terrestre são cruciais para elaborar as previsões meteorológicas, e eles serão afetados pelas interferências causadas por aparelhos que operem com 5G....

Leia Mais

José Maurício Caldeira, da Asperbras, afirma que fabricação de resina inicia em 2019

Menos de um ano desde a inauguração da GreenPlac, fábrica de placas de MDF (madeira de média densidade), no Mato Grosso do Sul, a Asperbras inicia as obras de mais uma planta industrial. O grupo irá produzir resina de ureia-formol – componente empregado na produção de MDF. “Iniciaremos já em 2019 a fabricação de resina para MDF”, afirma o empresário José Maurício Caldeira, da Asperbras. Com isso, completa o acionista da companhia, a GreenPlac se tornará produtora de todos os insumos utilizados na fabricação das placas. A empresa já planta eucalipto e utiliza água e energia elétrica de fontes próprias. “Faltava apenas a produção da resina, que agora irá completar o ciclo da fabricação do MDF”, afirma José Maurício Caldeira. Integrante do Conselho da Aspebras, Caldeira explica que a nova fábrica teve suas obras iniciadas em março e devem ser finalizada em julho deste ano. A unidade, também localizada em Água Clara (MS), terá 2.500m² de área total e...

Leia Mais

Lopes Supermercados renova marca e canais de comunicação com clientes

A família está no centro da renovação promovida pela rede Lopes Supermercados, empresa que atende 20 milhões de clientes por ano em suas 30 lojas na Grande São Paulo e Sorocaba.  Uma escuta estruturada dos clientes motivou a evolução do layout da marca, o seu reposicionamento e, como consequência, a ampliação dos canais de relacionamento. A rede agora tem compra online, Whatsapp de ofertas e o app Meu Desconto Lopes. Uma pesquisa com consumidores mostrou que os clientes valorizam a oferta de produtos de qualidade e o atendimento acolhedor recebido nas lojas. Características que transparecem no posicionamento da marca como “superfamília”. “Assumir esse mote superfamília é ir ao encontro da essência da marca, revelada pela voz dos clientes. É mais que um slogan, é a tradução dos valores que já são praticados pela empresa e percebidos pelo cliente”, explica Fabiana Mourão, head de marketing da rede. A identidade visual da Lopes Supermercados rejuvenesceu. O layout ganhou contornos circulares, numa...

Leia Mais

Alunos da Universidade de São Paulo criam jogo para ensinar programação

Alunos do ICMC (Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação) da USP (Universidade de São Paulo), em São Carlos, criaram um projeto, intitulado Robosquadrão, que foi escolhido como um dos finalistas da sétima edição do programa Campus Mobile – concurso de ideias e soluções para mobile. O protótipo é um game onde o jogador pode aprender uma habilidade, treinar, lutar, cooperar, resgatar ou curar um robô virtual. Projeto A autoria é de Eleazar Braga, Gabriel Simmel e Óliver Becker, participantes de um grupo chamado Fellowship of Game – voltado para desenvolvimento de jogos. Os robôs não são controlados diretamente. Para que isto aconteça é necessário criar um código para que ele possa se movimentar. Cada fase demanda uma nova tarefa, que precisa ser codificada e inserida no script. Assim, é possível que o robô dê mais um passo, realize uma missão e tenha um novo aprendizado. O objetivo da iniciativa é promover o contato dos jovens com a programação...

Leia Mais