Aplicativo permite o aluguel de carros por R$ 1,20 por minuto e ele pode ser devolvido em vários pontos da cidade.

Mais uma novidade de transporte chegou para usuários que utilizam ferramentas como Uber, 99 Taxi e Cabify. Com a promessa de ser mais uma forma mais econômica e prática de uso, o aplicativo Urbano foi lançado há quatro meses na cidade de São Paulo. Ele permite que o usuário alugue um carro a R$1,20 por minuto, sem custos adicionais de quilometragem ou gasolina. O programa disponibiliza sessenta veículos Smart For Two e cinco BMW i3, para uso compartilhado.
A ferramenta funciona da seguinte forma: o interessado pode baixar o aplicativo, cadastrar-se e acessar a localização dos carros livres que estão nas proximidades. Chamada de free-floating, a ideia já aparece em vários países. Sua efetividade depende do fato de haver veículos perto do usuário. O diretor de marketing da empresa, Vini Romano, conta que o diferencial é não haver pontos fixos para deixar o carro, como acontece nas locadoras convencionais. Assim, há mais liberdade para o cliente estacionar o carro onde for melhor para ele.

De acordo com o economista Marco Fenili, 30 anos, a nova ferramenta é ideal para trajetos curtos. Ele virou um dos 2.000 clientes do Urbano, quando foi lançado, utilizando-o para ir ao serviço. Ao fazer as contas, o economista percebeu redução nos gastos em comparação com outros aplicativos que já utilizava, como Uber e 99 Taxi.

Existem home zones, geralmente um espaço de um quilomêtro quadrado, que definem onde o motorista deve finalizar a corrida. O painel avisa quando se entra em um trecho permitido, facilitando a procura por vagas, ou a falta delas. Por enquanto, há treze home zones na cidade: Aeroporto de Congonhas, Alphaville, Bela Vista, Berrini, Brooklin, Campo Belo, Chácara Santo Antônio, Itaim Bibi, Jardim Europa, Moema, Vila Madalena, Vila Nova Conceição e Vila Olímpia.