Produção de conteúdo para o mercado adulto e oportunidade de negócios

O festival South by Southwest, mais conhecido como SXSW, é considerado um dos maiores eventos de criatividade do planeta e reuniu curiosos e empresários para celebrar o que há de novo nas startups. O evento explorou o que será sucesso na música, cinema e tecnologia em diferentes países e atraiu executivos investidores, profissionais do marketing, pesquisadores, programadores e jornalistas de todo o mundo para a sua cobertura.

Diretamente de Austin (Texas), o SXSW apresentou dados do mercado pornográfico que, apesar de ser visto como tabu em muitos lugares surpreendeu o público devido ao alto rendimento, com aproximadamente 100 bilhões de dólares. A indústria do sexo movimenta uma rede global de negócio e, desse total, 10% estão nos Estados Unidos.

Em um dos painéis – The Love Algorithm – foi gerada uma discussão entre os executivos sobre como o segmento de aplicativos de encontro sugere informações comportamentais das pessoas quando o assunto é relacionado a sexo. A diretora Mayumi Sato, da plataforma Sexlog.com, indagou que cabe as marcas saberem alcançá-los: “São como migalhas de pão, indicando vontades e desejos que, corretamente segmentados, podem ser como ouro para marcas e empresas”, comentou.

Sato alega que o olhar sobre esse mercado deve ser direcionado para negócio, sem barreiras morais. “A conclusão da discussão foi que quando os estrategistas da mídia compreenderem todo o potencial que existe nos dados disponibilizados em redes de conteúdo adulto, e tratarem isso como qualquer outro negócio, as oportunidades serão infinitas para todos os envolvidos”, relatou.