A compra feita pela gigante varejista passa ser a aquisição mais cara do e-commerce norte-americano

O Walmart, a maior rede varejista do mundo, anunciou a compra da startup Jet.com por US$ 3 bilhões em dinheiro e mais US$ 300 milhões em ações. Lançada em 2015, a Jet, uma empresa de comércio eletrônico na internet que entrou rapidamente no seleto grupo de startups conhecidos como unicórnios, que possuem valor de mercado maior a US$ 1 bilhão. Em pouco tempo, a Jet alcançou mais de 12 milhões de usuários por mês.

Divulgação Facebook Oficial

Divulgação Facebook Oficial

A compra visa impulsionar o crescimento do comércio eletrônico e, também, fazer frente ao crescimento estrondoso site de compras Amazon, sua maior concorrente, que faturou US$ 107 bilhões ano passado, enquanto o Walmart US$ 14 bilhão. Segundo Doug Mac Millon, CEO do Walmart, as vendas online evoluem muito lentamente e a empresa precisa expandir o número de produtos vendidos e de parceiros da plataforma.

As empresas continuaram atuando de maneiras distintas. O Walmart continuará com sua estratégia de promoções todos os dias, enquanto a Jet terá como objetivo, atrair jovens através da sua seleção de produtos, com a promessa de preços entre 10% a 15% mais baixos que a concorrência e com experiência de compra mais fácil possível, de forma a atrair mais consumidores.

Fonte: Exame.com