Investimento publicitário das marcas deve ser direcionado para o ambiente virtual

As marcas de pequeno, grande e médio porte têm investido massivamente nas redes sociais para conquistar reputação e, principalmente, consumidores. Seja através de posts patrocinados ou postagens feitas pelos chamados influencers, os espaços digitais têm ganhado cada vez mais a atenção dos profissionais da publicidade.
Além de ser um ambiente valioso para exposição junto ao público, as redes revolucionaram o relacionamento entre consumidor e marca. Através de curtidas, comentários e posts, as pessoas podem dizer o que pensam em relação a qualquer produto. Estes fatos indicam que campanhas de marketing digital e links patrocinados em sites deixaram de ser uma opção e passaram a ser fundamentais na estratégia de divulgação.
A principal aposta para 2018 é o Instagram, conforme disse Cristiana Uehara, supervisora de conteúdo da ID, ao site Meio & Mensagem. Segundo ela, o formato ‘stories’, que foi introduzido globalmente pelo Snapchat e, posteriormente, teve seu uso massificado pelo Instagram, ainda não é bem aproveitado pela publicidade.
O estudo #MS360FAAP, elaborado pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NiMD) da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), em parceria com a Socialbakers, revelou, no final do ano de 2017, que as 100 maiores marcas atuantes nas redes sociais tinham, no começo do ano, cerca de 800 mil seguidores em seus perfis no Instagram. No último trimestre do ano, o número de seguidores aumentou em 22%, para 980 mil. Outras redes que devem ser exploradas pelas marcas são Whatsapp, Facebook e Twitter.