A aplicação de Inteligência Artificial pretende personalizar a experiência do usuário nas redes sociais

O Facebook conseguiu se aproximar ainda mais de seus usuários com sua nova aplicação de Inteligência Artificial, o DeepText I.A. A nova tecnologia consegue entender textos escritos em vinte idiomas com um nível de precisão “próximo ao humano”, e consegue fazê-lo várias vezes por segundo. Essa inovação dá uma abrangência mais profunda dos usuários da rede social, e poderá gerar conteúdo mais personalizado e interessante para o indivíduo.

A empresa afirma que o objetivo da aplicação é melhorar a experiência de qualquer pessoa na rede, pois além de fazer melhores recomendações, ele ajuda a filtrar conteúdo desnecessário como spam ou comentários de ódio. A tecnologia é usada também no próprio Facebook para ajudar os usuários a encontrar recursos que possam ajudá-los. Por exemplo, se alguém estivesse usando a rede social para vender coisas, o aplicativo conseguiria identificar esse interesse e permitir o Facebook a recomendar ferramentas de Marketing ao usuário.

O DeepText I.A é baseado em aprendizado profundo, um ramo do aprendizado de máquina que cria algoritmos e técnicas com que o computador consegue aperfeiçoar o resultado final de uma tarefa. A conquista de treinar um computador para entender não só palavras separadas, mas o significado de frases e gírias com essa precisão é monumental e abrirá muitas portas para a empresa. Com mais e mais empresas utilizando essa tecnologia, com certeza o uso da inteligência artificial só vai aumentar nos próximos anos.

Fonte: IDG Now

inteligência artificial