Plataforma permite o usuário pague apenas pelo artigo que interessa a ele

 

Já imaginou pagar somente pelas notícias que te interessam em um jornal ou revista, sem precisar comprá-lo todo? De ter a opção de escolher um artigo de um jornal específico, outro artigo de outro e uma reportagem de outra revista que te interessa. Parece loucura, certo? Mas não! O jornalista holandês, Marten Blamkesteijn, teve essa ideia quando se deparou com uma prateleira cheia de revistas e jornais de diferentes veículos e só ficou interessado por um ou dois artigos. Foi aí que Marten se juntou com Alexander e criaram a plataforma Blendle.

Foto divulgação Blendle

Foto divulgação Blendle

Com a missão de atrair os jovens pela informação, a plataforma segue a fórmula usada pelo Spotify com a música ou Netflix com os filmes. No qual, a plataforma analisa as preferências de assuntos do usuário e oferece artigos conforme o gosto dele. O usuário tem a possibilidade de ler o título e o primeiro parágrafo do artigo e decidir se deseja pagar para ler o restante ou não. Vale ressaltar também que, se o usuário da plataforma não gostar do artigo ou não for o que ele esperava, o valor pago é devolvido.

Cerca de 800 mil pessoas já fazem uso da plataforma, na sua maioria jovens de 20 a 30 anos, que pagam entre US$0,19 a US$0,39 por um artigo de jornal e de US$0,09 a US$0,49 por de um artigo de revista. Sendo que, 30% desses valores vão para a plataforma e o resto para os próprios meios de comunicação. Atualmente, o Blendle conta com jornais e revistas da Holanda, Alemanha e Estados Unidos como “The New York Times” e “Washington Post”. Os seus criadores acreditam que os grandes jornais acabam se unindo a plataforma pela praticidade, e também com a intensão de atrair à audiência jovem para os veículos mais tradicionais.

Fonte: Agencia EFE