Ferramenta se aproxima, em partes, ao Linkedin, com conteúdos sendo de escolha direta dos usuários

Você já deve ter percebido que o Facebook tem um apreço em disputar funções dos concorrentes. Desta vez, a novidade para usuários é a funcionalidade de criação de currículos. A ferramenta terá a opção de adicionar as informações e detalhar as experiências de cada empresa mencionada. A intenção da marca é manter, cada vez mais, o público dentro da plataforma, tornando o espaço uma área de interesse profissional, assim como o LinkedIn.

Inicialmente, a ação está em teste nos Estados Unidos, somente na versão mobile. O experimento é uma expansão do espaço já destinado à lista de dados sobre trabalho e educação dos perfis.  A ideia é que o usuário possa escolher, com precisão, quais informações serão compartilhadas e com quem, utilizando os mesmos filtros dos contatos, amigos de amigos e desconhecidos. O currículo ficará disponível para todos conforme a escolha da pessoa, por exemplo, quem não faz parte da rede próxima poderá ter acesso apenas a uma parcela de dados.

Ainda não se sabe se essa funcionalidade será de uso específico para recrutadores de RH e caçadores de talento, porém, para as áreas de Marketing, Publicidade, Jornalismo e Relações Públicas é interessante e irá facilitar a busca por futuros colaboradores para os empregadores.