empreendedor-digitalO governo de Minas Gerais deu início ao Programa Minas Digital, como uma iniciativa para investimento privados e públicos para o desenvolvimento tecnológico. O secretário de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Miguel Corrêa Junior, reforçou a importância da atuação de startups e incubadoras de empresas digitais no mercado atual.

A proposta do programa é formar até 100 mil alunos por ano em áreas como programação, análise de mídias sociais e produção de jogos e apps. Os estudantes devem receber bolsas de até R$ 3 mil para desenvolver seu produto e instalar sua empresa no estado.

O projeto contará com apoio de 150 unidades das Universidades Abertas Integradas (UAITECs), além de 20 HUBs que serão instaladas para integrar esses espaços de formação a incubadoras de empresas. Serão oferecidos cursos técnicos, além de graduação e pós-graduação.

Dos projetos de startups, serão primeiramente selecionadas 600 empresas de todo o estado. Em uma segunda fase, 30 empresas serão selecionadas por uma banca, para que 20% delas receba investimentos do Estado. As inscrições começam em agosto e a única exigência de formação é o ensino médio.