A Asperbras Tubos e Conexões, empresa do Grupo Asperbras voltada à produção de materiais para o fornecimento de água para residências e para a irrigação, acaba de lançar o seu mais novo produto, o Tubo Defofo de 500 milímetros, utilizado na conexão com a rede de abastecimento. “Com a produção do Tubo Defofo de 500 milímetros, nós completamos a última bitola que faltava para a linha Defofo”, ressalta José Roberto Colnaghi, presidente do conselho de administração do Grupo Asperbras.

O novo produto é voltado para os departamentos água e órgãos de saneamento de estados e municípios, além de construtoras, principalmente as que trabalham com grandes loteamentos.

Fabricado em conformidade com a norma ABNT NBR 7665, o Tubo Defofo 500 tem maior resistência, evitando fraturas, possui capacidade de suportar impactos no manuseio, além de ser compatível com as conexões de ferro fundido. É fabricado em barras de seis metros, com peso de 318 quilos.

A produção se concentra na unidade da Asperbras Tubos e Conexões da Bahia, localizada no município de Simões Filho, que possui condições logísticas que facilitam as entregas em todo o Brasil. A empresa mantém estoque do produto, que lhe permite atender rapidamente a demanda.

Saneamento

Os serviços de saneamento são prestados pelos estados ou municípios, e compreendem o abastecimento de água, tratamento de esgoto, destinação das águas das chuvas nas cidades e lixo urbano, todos regulamentados pela Política Nacional de Saneamento (lei nº 11.445/2007).

O serviço é fiscalizado por um órgão estatal ligado ao Ministério do Desenvolvimento: o SISTEMA NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOBRE SANEAMENTO. 

O SNIS é o maior e mais importante sistema de informações do setor de saneamento brasileiro. O Sistema possui uma base de dados que contém informações e indicadores sobre a prestação de serviços de Água e Esgotos, de Manejo de Resíduos Sólidos Urbanos e Drenagem e Manejo das Águas Pluviais Urbanas.
Todas as informações do SNIS são fornecidas anualmente pelos prestadores de serviços de água, esgotos, resíduos sólidos urbanos e águas pluviais urbanas. Por isso, o SNIS é dividido em três componentes: Água e Esgotos (SNIS-AE), Resíduos Sólidos (SNIS-RS) e Águas Pluviais (SNIS-AP).

Falta água

O acesso à água e ao saneamento é reconhecido internacionalmente como um direito humano. Ainda assim, mais de 2 bilhões de pessoas não dispõem dos serviços mais básicos.

Lançado às vésperas do Dia Mundial da Água, o último Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos explora os sinais de exclusão e investiga formas de superar as desigualdades.

“O acesso à água é um direito vital para a dignidade de todos os seres humanos”, declarou a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Audrey Azoulay. “Ainda assim, bilhões de pessoas continuam sendo privadas desse direito”.