Inova Urbis, agora em Paraisópolis

Escritório popular de arquitetura fornece projetos habitacionais para a comunidade

inova-urbis

Foto: Reprodução

Diretamente da Rocinha, no Rio, para Paraisópolis, em São Paulo, Capital, a Inova Urbis chega para transformar aquela tão sonhada reforma em realidade. Circulação de ar, aproveitamento de espaço, melhoria em todos os cômodos e, ainda, tudo de acordo com as condições do cliente. Essas são algumas das metas do programa que tem o apoio da rede de lojas francesa Leroy Merlin.

Criada em 2014 pelo idealizador Alban Drouet, e desenvolvida em parceria com a rede francesa, a Inova Urbis teve seu início na favela da Rocinha. A empresa oferece propostas de reformas arquitetônicas para os moradores da comunidade de maneira gratuita. A sua primeira unidade em São Paulo está localizada em Paraisópolis – considerada a segunda maior favela da capital paulista. Inaugurada na última sexta-feira (16), contou com a presença do CEO da Leroy Merlin no Brasil, Alain Ryckebouer, que falou sobre a parceria: “Existe uma necessidade de melhoria nas moradias. A Leroy, por ser uma loja grande, passa uma imagem para as pessoas de menor poder aquisitivo de que nossos produtos não são acessíveis. Com a Inova Urbis nós queremos mostrar que as nossas lojas têm preços, produtos e atendimento para todos os públicos, e que a loja do Morumbi está pronta para recebê-los. Para a Leroy, o desenvolvimento social é muito importante”.

Segundo Drouet, a missão da Inova Urbis é popularizar o serviço arquitetônico junto às classes C, D e até E. O que nada mais é do que trazer qualidade de vida para a população de menor renda. Após frequentar a Rocinha devido a outro trabalho, Drouet começou a pensar como a arquitetura poderia ajudar os moradores da região. “Eu mesmo não sou especialista em habitacional, estudei o tema e fui procurar apoio na FAU-RJ, para entender como essas pessoas estavam vivendo, moravam e o porquê de não haver reformas em suas casas. Era falta de dinheiro? Ou um ‘algo a mais’. Percebemos que era o ‘algo mais’, uma conscientização das pessoas em melhorar o espaço”, descreve o idealizador.

Os estudos constataram muitos problemas estruturais como infiltrações, falta de ventilação e escadas irregulares, além da falta de conhecimento sobre as obras e da oportunidade em fazer algo que pudesse trazer qualidade de vida. “O nosso trabalho passou a ser bem mais na questão de conscientização para mostrar os benefícios de uma obra construída com uma planta, fazer com que o morador tenha contato com a Inova Urbis, com os arquitetos e que ele entenda que tudo isso também pode fazer parte do ‘mundo’ dele. Foi aí que entrou a gratuidade dos projetos. O custo para o morador entra na mão de obra”, explica Drouet.

A equipe é por formada por um arquiteto formado e por estagiários que já possuem conhecimento sobre as construções em favelas. Inova Urbis traz benefícios para aqueles que por muitas vezes não dispõem oportunidade, conhecimento, qualidade de vida e realiza o sonho de melhorar as habitações que já existem.

Quer saber mais sobre o trabalho?

Acesse a fanpage no Facebook: @inovaurbisparaisopolis

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s