Go Plan Gestão ajuda a agilizar emissão de passaporte e a marcar consulta médica

O que para alguns pode ser apenas dor de cabeça e perda de tempo, para outros se transforma em oportunidade de negócios. Ninguém fica muito feliz quando precisa cancelar uma linha telefônica ou o serviço de TV à cabo. Outras necessidades do cotidiano, como emitir documentos, certidões e segundas vias entram no mesmo pacote de serviços que são oferecidos por uma nova empresa que resolveu apostar nesse nicho de mercado.

A Go Plan Gestão, fundada no início de 2017, no bairro de Pinheiros, em São Paulo, nasceu fundamentada no conceito de contratação de uma assistente pessoal. Ela surgiu a partir da experiência da administradora de empresas Tatiana Flores. Depois de perder o emprego como supervisora de gestão da qualidade na área da construção civil, ele resolveu inovar como empreendedora.

Quando estava desempregada, Tatiana percebeu que familiares costumavam lhe pedir ajuda para resolver problemas do cotidiano, como cancelar um serviço contratado, por exemplo. A partir daí, percebeu que havia uma demanda para oferecer soluções a esse tipo de problema.

A empresa oferece três tipos de pacotes de serviços. O Bronze (até cinco solicitações por mês, R$ 99), Prata (até quinze solicitações, R$ 159) e Ouro (até 30 solicitações, R$ 199). Por esses valores, a Go Plan resolve questões que não envolvam dados sigilosos do contratante. Ela presta serviços como cancelamento de planos de TV paga, renovação de documentos e trâmites para expedição de passaporte, agendamento de consultas médicas, entre outros.

Segundo Tatiana, o negócio já faturou R$ 38,8 mil, desde que abriu as portas. Ela investiu R$ 10 mil para criar a empresa e atende uma carteira de 40 consumidores finais, distribuídos por São Paulo, Rio de Janeiro e Goiás. Em seus planos de expansão, a Go Plan Gestão pretende atender empresas. Estão em sua mira operadoras de cartão de crédito e também o contato com departamentos de recursos humanos, para que o serviço oferecido possa emplacar como benefício a funcionários.

(com informações de O Estado de S. Paulo)