A GreenPlac, fábrica de placas de MDF do Grupo Asperbras, participou pela primeira vez da Feira de Móveis do Estado do Paraná – Movelpar , realizada em Arapongas (PR), um dos mais importantes polos moveleiros do país. Além de expor seus produtos em um estande, a marca foi uma das patrocinadoras oficiais da 12ª edição do evento, que aconteceu do dia 18 a 21 de março de 2019.

“É um grande orgulho participar pela primeira vez da Movelpar”, disse José Roberto Colanghi, presidente do Conselho de Administração da Asperbras em visita a feira. “Fizemos bons negócios e excelentes parcerias”, comemorou Colnaghi.

Público recorde

O evento superou as expectativas dos organizadores ao receber 30 mil visitantes dos 26 estados brasileiros e Distrito Federal, além de representantes de outros 20 países. Estima-se que os 120 expositores fecharam mais de R$ 500 milhões em acordos comerciais.

Lançamentos

Em seu estande, a GreenPlac exibiu suas coleções de painéis de madeira certificada, MDF, e lançamentos. As placas Unicolores Design, com cinco cores, chegam para completar a linha Toccare, com texturas que reproduzem padrões têxteis.

A linha Natural, que apresenta padrões de madeira, como Imbuia e Málaga, agora tem chapas de Freijó. A linha Essenziale, inspirada em madeira maciça, e a Moderno, com texturas de tecidos e pedras, completam o portfólio da empresa.

Mais moderna do Brasil

A GreenPlac foi inaugurada em julho do ano passado, em Água Clara (MS). Com investimento total de R$ 675 milhões – para a instalação da planta industrial e plantio próprio de eucalipto – a fábrica de MDF é a mais moderna do país.

O processo de produção é complexo e combina várias tecnologias. Assim que chegam do campo, diz José Roberto Colnaghi,  as toras de eucalipto são descascadas e trituradas em pequenos pedaços. A madeira passa por cozimento a vapor para a separação das fibras. Assim é o preparo da massa que vai dar origem ao MDF.

O complexo industrial, construído às margens da BR 262, chama a atenção pelo tamanho “Em uma área de 510 mil m², temos duas linhas de produção, uma de material cru, que pode ser vendido para ser industrializado na própria fábrica, e outra de material revestido, que se trata de uma linha paralela que pode fabricar de 250 mil m³ a 300 mil m³ por ano”, explicou José Roberto Colnaghi, completando que a empresa já prevê a expansão de sua capacidade de produção para 460 mil m³/ano em uma segunda etapa ainda sem data definida.