Saveway

Controlar remotamente as condições de uso de pneus por meio de equipamentos de última geração. Esse é o desafio tecnológico a que a Saveway se propõe. Atualmente, a empresa atende companhias de médio e grande porte, nas áreas de agronegócio e logística. Em ambas, o custo de transporte é crucial para o desenvolvimento do negócio.

O carro chefe da Saveway, o Savetyre, consiste em uma etiqueta de RFID, sigla em inglês para “identificação por radiofrequência”. Essa técnica permite a identificação automática através de sinais de rádio, que permitem recuperar e armazenar remotamente dados gerados pelo objeto identificado, no caso, os pneus.

A companhia desenvolveu um software que monitora em tempo real as condições de consumo do pneu, mostrando se ele está sendo usado da melhor maneira. Com isso, permite a manutenção preventiva e reduz significativamente os custos dos clientes.

Fundada em 2008 por José Caruso Gomes e Antônio João Moreno, a empresa superou desafios tecnológicos tendo como apoio linhas de financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que investiu R$ 1,5 milhão por meio do programa Pipe; e pelo Fundo de Estadual de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcet), que desembolsou outros R$ 140 mil pela agência de fomento Desenvolve SP.

A Saveway mantém em andamento o projeto para produção da segunda geração de chip para pneus. A nova versão, prevista para daqui a pouco mais de um ano, irá coletar mais dados entre as variáveis do pneu – atualmente, o sistema controla 12 de 17 variáveis. Os planos da empresa, que já disseminou seu produto no Brasil, consistem em conquistar países como Argentina, Costa Rica, Chile, Canadá e Estados Unidos.